Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

22 e agora?

Aos 22 anos apercebi-me que a minha vida (re)começa agora. É hora de novas aventuras.

Um ano (e uns dias) de Trump

Gosto muito da América e sonho em viver lá, por isso, vivi e acompanhei muito de perto as eleições que levaram o Trump a ser eleito o presindente de uma das grandes potências mundiais. Eu adorava o Obama e apesar de ele não ser o meu presidente eu gostava dele como se fosse, pois numa potência deste tamanho quer queiramos ou não as suas decisões influenciam o mundo inteiro. 

Quando a semana passada fez um ano que o Trump liderava o pais o meu Facebook lembrou-me do vídeo que partilhei sobre a despedida do Obama. E lembrei-me de ver as notícias e fiquei "espantada", pois a maioria delas não eram para congratular o Sr. Trump, mas sim para relembrar os seus memes, frases caricátas e até questionar a sua sanidade mental. Para mim, e perdoem-me os ofendidos, a sanidade mental desde senhor é nenhuma. Ele transformou a Casa Branca no seu circo pessoal. Ele diz o que quer, faz o que quer e nem se preocupa as consequências que podem existir. E depois deste - trágico - incidente de se deixar uma pessoa sem qualquer qualificação ou sequer aptidão para o cargo chegar ao lugar de presidente de um dos países mais importantes do mundo a questão que passa na minha cabeça é: o que raio é que estes americanos tinham na cabeça? E não me venham cá com sondagens de arrependimentos dos eleitores que depois da merda estar feita não adianta cá arrependimentos. 

 

51mzFR65uBL._SX331_BO1,204,203,200_.jpg

Imagem retirada do Google