Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

22 e agora?

Aos 22 anos apercebi-me que a minha vida (re)começa agora. É hora de novas aventuras.

52 semanas | A conectividade constante

O desafio desta semana é mais uma pergunta do que um desafio em si: O que há de pior no mundo virtual?

E isto deixa muito espaço para pensar porque toda a gente sabe que a internet não é só coisas boas, mas até que ponto é que conseguimos perceber o pior do mundo virtual?! Quando pensei nisto algo surgiu de imediato na minha cabeça: conetividade. E se o mundo virtual e a internet vieram ajudar a diminuir a distância quando as pessoas estão longe também veio criar distância quando se está com as pessoas. Eu contra mim falo, mas é raro os dias em que consigo estar mais de 20 minutos sem estar a olhar para o telemóvel. Aliás no início do ano disse que queria fazer um detox das redes sociais e foi uma boa experiência, durante um mês ou dois. Mas depois sentia sempre que estava a "perder" algo, não sei explicar bem o que. No fundo acho que hoje está tudo demasiado "ocupado" em estar constantemente ligado ao ponto de se esquecer do resto do mundo. 

Desconectar-se é necessário também.

52 semanas | Não nasci com esta caraterística

Mais uma semana mais um desafio! Esta semana a pergunta deu-me muito trabalho: "Fico envergonhada quando..." e depois de pensar muito a resposta é não sei. Juro que não sei. Claro que às vezes fico envergonhada com alguns elogios, sobretudo se forem pessoas que eu admiro e que a sua opinião tem um grande peso e impacto na minha vida, mas tirando isso acho que pouca coisa me deixa envergonhada. Antigamente ainda ficava envergonhada quando queria tirar fotos na rua ou assim, mas desde que me mudei para Lisboa apercebi-me que essa vergonha era parva e nunca mais a voltei a sentir.
São pessoas muito envergonhadas vocês?
 
 

C2BD2B7E-BE36-4850-AB6D-5E7974E85943.jpeg

Fotografia tirada por Carolina Prata

Segundo milagre do ano concluído

Rufar de tambores ... Li o segundo livro do ano - palmas para mim - nem eu acredito que estou a ler isto. Para quem no sabe no início do ano propus-me a ler mais e tornei isto num desafio pessoal sério. O meu objetivo é simples ler pelo menos um livro por mês, ou seja, 12 livros este ano. E para meu espanto tem corrido muito bem. O livro que escolhi para o mês de fevereiro foi Uma noite em Nova Iorque do Tiago Rebelo. Confesso que escolhi o livro apenas por ter Nova Iorque no título, mas fiquei bastante surpreendida com o livro. É uma boa história que envolve vários romances com várias personagens. 

Agora já escolhi o próximo livro que vou ler e já tenho a maioria dos livros que quero ler definidos, mas como sempre estou aberta a sugestões, por isso, sintam-se livres para sugerirem bons livros de que gostem!

 

0b6b37e5abf6de6c3543dac489eb7ee3.jpg

 

Imagem retirada do Pinterest

52 semanas | As frases clichê não contam

O desafio desta semana é sobre as citações preferidas. A Happy diz que podem ser músicas, frases de autores, pedaços de livros, mas na minha mente as primeiras frases que surgiram foram aquelas clicê como "If you can dream, you can do it". E não há nada de errado nessas frases, que para mim são motivacionais, mas acho que este é um desafio demasiado pessoal para ter repostas destas. Para mim existe um frase que me marcou muito. Tanto que virou tatuagem. 

 

"Life is a climb but the view is great." 

 

A Miley Cyrus (e começem as chuvas de críticas) marcou a minha adolecência. Vivi e cresci com Hannah Montanna e ainda hoje acompanho minuciosamente todos os trabalhos feitos pela Miley, mesmo quando viveu a sua fase mais rebelde. Lembro-me de suplicar aos meus pais para que me levassem ao Rock in Rio vê-la e guardo esse fim de semana como uma das melhores recordações de sempre. Lembro-me de quando a música saiu me tocar muito. É uma das poucas músicas que ainda hoje me faz chorar como um bebe assim que a melodia começa. Diz-me muito. Muito mesmo. E sempre que me sinto mais desmotivada ou triste oiço-a novamente. 

 

10388044_931299860284482_157768927_n (1).jpg

Imagem fotografada por mim

 

Há cerca de dois anos decidi que era tão importante que merecia ser tatuagem. A frase é minha, mas a letra é do meu pai e isso só a torna ainda mais especial. 

52 semanas | Os três primeiros desafios

Encontrei o desafio no sábado passado, por isso esta semana vou fazer de uma só vez as três primeiras semanas. A partir de agora saíra um post todas as semanas à 13h com o desafio da semana. Criei também uma tag para por no menu do blogue para ser mais fácil de ver todos os posts.
Alguém vai aderir ao desafio ou já está a fazer?

 

52 semanas.jpg

Imagem criada pela Fátima do blogue Porque Eu Posso.

 

Semana 1: Coisas que me fazem ficar feliz.
Existe muitas. Na verdade é que ainda numa conversa com uma amiga antes do Natal percebi o quão fácil é fazer-me feliz. E podem achar clichê, mas orgulho-me de dizer que sou uma pessoa fácil de agradar e que vejo a felicidade nas pequenas coisas.

 

Semana 2: Eu nunca...
Este é o jogo que marcou as minhas quintas universitárias. Era quase uma religião se havia jantar havia Eu nunca. Joguei este jogo inúmeras vezes com as minhas amigas e de todas se descobriam coisas diferentes, pois é um jogo onde damos asas à imaginação para as perguntas.
Eu nunca visitei a minha cidade de sonho: Nova Iorque.

 

Semana 3: Coisas para se fazer no calor.
Confesso que adoro o calor. Adoro o Verão. Adoro a praia. Adoro o mar. Adoro os dias longos. Ok, vocês já perceberam. O que faço no calor? Saio mais à noite. Vou muito à praia. Passeio (muito mais).

52 semanas, o desafio.

Descobri o desafio através do blogue do Triptofano, mas sei que não foi ideia dele, mas sim da Happy. Sempre gostei de desafios/tag's, por isso, decidi que ia embarcar nesta «aventura». Vão ser 52 semanas, ou seja, 52 questões respondidas e como sei que o suposto era começar no início do ano e que estou uma semana atrasada na próxima sexta feira vou completar os três primeiros desafios logo de uma vez. E porque sexta feira? Porque foi o dia que a Happy deliberou para que todos publicassem o desafio o que eu acho que só deixa as coisas mais interessantes, porque assim acaba por estar toda a gente a partilhar o mesmo no mesmo dia e não existem perigos de spoilers de respostas, sim das respostas, porque as perguntas já toda a gente conhece. 

Acho que esta ideia merece ser partilhada e sei que já existem alguns blogues a participar, mas acho que quantos mais melhor, por isso, alguém mais se vai juntar à festa?

 

20817683_bPD0p.jpg

 Imagem criada pela Fátima do blogue Porque Eu Posso.