Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

22 e agora?

Aos 22 anos apercebi-me que a minha vida (re)começa agora. É hora de novas aventuras.

52 semanas | É uma saudade que não sei lidar

A saudade é uma coisa que pode corroer muito um ser humano. Sinto saudades de muita coisa, por vezes até coisas parvas, mas nada se compara à saudade das minhas avós. Já disse aqui no blogue que 2016 me roubou uma avó que já não estava bem há muitos anos, mas 2017 levou-me uma avó que eu contava ter comigo por muitos e muitos anos ainda. Foi uma das perdas mais duras que já vivi e nunca senti uma dor tão grande. O vazio que a minha avó deixou é incalculável e é um assunto que tento nunca abordar com ninguém. Perder a minha avó foi como perder o meu norte. Foi perder um apoio incondicional e uma das almas mais genuinas que tive o prazer de conhecer. 

Perder a minha avó doeu, dói e sei que nunca vai parar de doer e eu sinto saudades todos os dias mesmo nunca o dizendo. 

 

 

52 semanas | Esta resposta é óbvia!

O desafio desta semana pergunta-nos quem escolheríamos ser caso pudessemos viver a vida de um personagem de um filme/série e, claro, a minha resposta é óbvia. Toda a gente sabe que estudei jornalismo e toda a gente também sabe que sou apaixonada por moda, logo só poderia querer ser a Miranda Priestly em «O Diabo Veste Prada». Na verdade gostava mais do que por um dia, gostava mesmo que aquela fosse a minha vida. Acho que não preciso de grandes justificações porque qualquer jornalista de moda ambiciona chegar ao cargo mais alto possível e se isso for numa das revistas mais conceituadas da área melhor ainda. 

 

Devil-Wears-Prada-e1466785056936.jpg

Imagem retirada do Google 

52 semanas | O primeiro desafio que desisto

Desculpem o começo deste texto, mas puxa não me ocorre N-A-D-A! E quando digo nada não estou simplesmente a ser simpática, estou a falar muito a sério. Estou há dois dias a pensar neste assunto e não me ocorre nada, nada que eu diga que isso não é diversão. Já dei voltas e voltas e nem uma mini ideia do que responder a este desafio. E, por isso, senhoras e senhoras vou fazer algo que ocorre muito poucas vezes na minha vida - visto que um dos meus "defeitos" é ser persistente - e vou - nem acredito que estou a escrever isto - desistir. Não dá, desisto não me ocorre nada que diga "isto não é nada divertido.

Por isso deixo-vos com o desafio de me contarem vocês algo que não consifersam diversão.

 

52 semanas.jpg

Imagem criada pela Fátima do blogue Porque Eu Posso.

52 semanas | A conectividade constante

O desafio desta semana é mais uma pergunta do que um desafio em si: O que há de pior no mundo virtual?

E isto deixa muito espaço para pensar porque toda a gente sabe que a internet não é só coisas boas, mas até que ponto é que conseguimos perceber o pior do mundo virtual?! Quando pensei nisto algo surgiu de imediato na minha cabeça: conetividade. E se o mundo virtual e a internet vieram ajudar a diminuir a distância quando as pessoas estão longe também veio criar distância quando se está com as pessoas. Eu contra mim falo, mas é raro os dias em que consigo estar mais de 20 minutos sem estar a olhar para o telemóvel. Aliás no início do ano disse que queria fazer um detox das redes sociais e foi uma boa experiência, durante um mês ou dois. Mas depois sentia sempre que estava a "perder" algo, não sei explicar bem o que. No fundo acho que hoje está tudo demasiado "ocupado" em estar constantemente ligado ao ponto de se esquecer do resto do mundo. 

Desconectar-se é necessário também.

52 semanas | Netflix, Youtube and Chill

Nunca a clássica frase "Netflix and Chill" teve tanto significado. Acho que é o meu site preferido de todos. Perco horas senão dias a ver séries, filmes etc... Alterno com o Youtube quando fico sem "nada" para ver, mas acho que mesmo assim agora gasto mais horas na Netflix. 

Bom basicamente sou igual a 80% das pessoas peço desculpa, mas Netflix é vida!

 

5fb9dcbb61d41a70898f0fae53c9a746.jpg

Imagem retirada do Pinterest

52 semanas | Não nasci com esta caraterística

Mais uma semana mais um desafio! Esta semana a pergunta deu-me muito trabalho: "Fico envergonhada quando..." e depois de pensar muito a resposta é não sei. Juro que não sei. Claro que às vezes fico envergonhada com alguns elogios, sobretudo se forem pessoas que eu admiro e que a sua opinião tem um grande peso e impacto na minha vida, mas tirando isso acho que pouca coisa me deixa envergonhada. Antigamente ainda ficava envergonhada quando queria tirar fotos na rua ou assim, mas desde que me mudei para Lisboa apercebi-me que essa vergonha era parva e nunca mais a voltei a sentir.
São pessoas muito envergonhadas vocês?
 
 

C2BD2B7E-BE36-4850-AB6D-5E7974E85943.jpeg

Fotografia tirada por Carolina Prata

52 semanas | Eu sou muito básica

Pois que já vamos na décima segunda semana do mês, o tempo passa a voar meu deus. O desafio desta semana é: coisas para fazer no frio e pois que eu sou muito básica. Se está frio é uma manta, um chocolate e Netflix/Mr. Piracy. Eu sei que sou muito, mas mesmo muito básica e igual aos comuns mortais, mas que atire a primeira pedra quem não concorda que este é o melhor plano do mundo para os dias mais frios. 

E vocês o que fazem nos dias mais frios? São team passear ou team Netflix?

 

97095b81f528640d12463e5c7adfd3df.jpg

Imagem retirada do Pinterest

52 semanas | O brinquedo dos anos 90

O desafio desta semana foi canja! Assim que vi o tema na minha cabeça surgiu imediatamente uma imagem de um tamagotchi. Quem não se lembra destes belos aparelhos onde toda a gente acabava a matar os bichinhos? De os alimentar durante as aulas à socapa para o professor não os confiscar? De comprar uns 10 por mês porque nos chineses custavam 1€ e quantos mais animaizinhos melhor? 

Tenho imensas saudades deste brinquedo e lembro-me que há uns anos ainda os procurei nas lojas, mas já não havia os modelos antigos. Agora sei que existia uma versão mais moderna - e por sinal bem mais cara - mas sinceramente acho que não deve ter a mesma piada. E vocês, brincavam com tamagotchis? 

 

f3042add07c0c35139f66c60e637212c.jpg

 Imagem retirada do Pinterest