Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

22 e agora?

Aos 22 anos apercebi-me que a minha vida (re)começa agora. É hora de novas aventuras.

52 semanas | É uma saudade que não sei lidar

A saudade é uma coisa que pode corroer muito um ser humano. Sinto saudades de muita coisa, por vezes até coisas parvas, mas nada se compara à saudade das minhas avós. Já disse aqui no blogue que 2016 me roubou uma avó que já não estava bem há muitos anos, mas 2017 levou-me uma avó que eu contava ter comigo por muitos e muitos anos ainda. Foi uma das perdas mais duras que já vivi e nunca senti uma dor tão grande. O vazio que a minha avó deixou é incalculável e é um assunto que tento nunca abordar com ninguém. Perder a minha avó foi como perder o meu norte. Foi perder um apoio incondicional e uma das almas mais genuinas que tive o prazer de conhecer. 

Perder a minha avó doeu, dói e sei que nunca vai parar de doer e eu sinto saudades todos os dias mesmo nunca o dizendo.